Horário das Missas
Horário das Confissões
Exposição do Santíssimo Sacramento
Boletim
Informação para todos
Voz do Papa
Mensagem para a Quaresma de 2017
Voz do Bispo
Mensagem Quaresmal
 
Paróquia de Nossa Senhora da Assunção e Ressurreição de Cristo
Rua dos Navegantes, nº49
2750-445 - Cascais

Tel: 21 484 74 80
Fax: 21 484 74 82
Este endereço de email está protegido de spam bots, você precisa de ter o Javascript activado para poder visualizar
 
Este endereço de email está protegido de spam bots, você precisa de ter o Javascript activado para poder visualizar
 

Este endereço de email está protegido de spam bots, você precisa de ter o Javascript activado para poder visualizar

Novidades do site
Leia a mensagem do Papa Francisco para a Quaresma deste ano.
 
 
Imprimir

Quaresma 2015


«Fortalecei os vossos corações» (Tg 5, 8)
 
Quaresma é sobretudo um «tempo favorável» de graça (cf. 2 Cor 6, 2). Deus nada nos pede, que antes não no-lo tenha dado: «Nós amamos, porque Ele nos amou primeiro» (1 Jo 4, 19). Ele não nos olha com indiferença; pelo contrário, tem a peito cada um de nós, conhece-nos pelo nome, cuida de nós e vai à nossa procura, quando O deixamos. (...) Dado que a indiferença para com o próximo e para com Deus é uma tentação real também para nós, cristãos, temos necessidade de ouvir, em cada Quaresma, o brado dos profetas que levantam a voz para nos despertar.
 
in Mensagem de Sua Santidade o Papa Francisco para a Quaresma de 2015
 

Mensagem do Papa para a Quaresma de 2015

 

Mensagem do Patriarca para a Quaresma de 2015

 

Livro da Campanha Quaresma 2015 na Diocese de Lisboa

 

Catequeses Quaresmais

Paróquia de Carcavelos, Vigararia de Cascais
 
4 de Março - 21h30 D. Manuel Clemente
Sínodo Diocesano: porquê, para quê?
 
11 de Março - 21h30 Mons. José Rafael Espírito Santo
A comunhão eclesial como base de uma autentica comunhão
 
18 de Março - 21.h30 D. Nuno Brás
As 15 doenças identificadas pelo Papa: que antidotos?
 
25 de Março - 21h30 D. Joaquim Mendes
Conversão pastoral para (re)apreder a pertença à Igreja
 
Cartaz (pdf)

 

Na Paróquia

 
Via Sacra

Todas as Sextas-feiras da Quaresma 45 minutos antes das missas da manhã e da tarde.


Jornadas Penitenciais

 
Cascais - Nª Sª Assunção e Ressurreição de Cristo
31 de Março das 7h00 às 24h00
 
Estoril - Stº António
19 e 26 de Março das 6h00 às 24h00
 
S.Pedro e S.João Estoril
21de Março das 14h00 às 18h00
 
Parede - NªSª Fátima
27 de Março das 8h30 às 20h00
 
Carcavelos - NªSª dos Remédios
28 de Março das 14h00 às 18h00
 
S. Domingos de Rana
17 de Março das 15h00 às 20h00
Cartaz (pdf)
 

 

Na Igreja

 

29 de Março, Domingo de Ramos
 
"A fé de Pedro, das redes à Cruz."
Da primeira chamada à beira do mar da Galiléia até à provação final na Cruz, a fé vacilante de São Pedro foi sendo, pouco a pouco, purificada e robustecida. Neste Testemunho de Fé, encontramos uma bela reflexão sobre a vida e o testemunho do primeiro Papa e como podemos crescer na fé, junto com ele, nesta Semana Santa.
Angelus no Domingo de Ramos por Sua Santidade o Papa Francisco (em italiano)

 

22 de Março, V Domingo da Quaresma

 
"Quando eu for levantado da terra atrairei todos a mim."
O evangelho deste domingo começa como uma referência de uns que querem ver Jesus. André e Filipe conduzem-nos até Ele. No final, Jesus termina com o anúncio da sua Paixão, Morte e Ressurreição.
Esta estrutura bem pode ser uma síntese da vida cristã: primeiro, um desejo de ver Aquele que nos atrai pelo seu amor; neste percurso contamos sempre com o contributo precioso de quem está a nosso lado e próximo de Jesus; mas onde tudo tem um novo recomeço é em Cristo morto e ressuscitado para nossa salvação.
Às portas da Páscoa, aproveitemos também este itinerário para um exame de consciência e para continuarmos a progredir na identificação com o Senhor da Vida.
Cristo vai sendo a prioridade da nossa vida de tal modo que o desejo d'Ele nos faz procurá-lO sempre? E procuramo-lO por onde? Saímos de nós próprios e vamos ao encontro do outro? Damos tempo de qualidade à oração e consequente acção?
E fazemos este caminho com os outros? Participamos activamente na vida da minha comunidade? Conto com as graças indispensáveis dos sacramentos, nomeadamente a Eucaristia e a Reconciliação?
E a nossa vida de fé tem a Cruz como espelho e medida de amor? Somos testemunhas vivas deste amor incondicional, total e gratuito? O que nos atrai e liga a Jesus é este modo de viver amando e só amando?
Que Deus nos dê a graça de não sabermos (saborearmos) mais nada senão Cristo e Cristo crucificado
Angelus no V Domingo da Quaresma por Sua Santidade o Papa Francisco
 
 

15 de Março, IV Domingo da Quaresma

 
"Deus amou tanto o mundo que entregou o seu Filho Unigénito"
Não podemos de nos deixar maravilhar e vencer por esta iniciativa amorosa de Deus. O olhar lúcido, verdadeiro, cheio de vida que o próprio Senhor tem sobre nós e sobre todas as realidades do mundo é de Amor.
Em primeiro lugar, nunca nós devemos esquecer e experimentar em cada situação a qualidade e o poder redentor do amor de Deus, manifestado de uma vez para sempre na Cruz de seu Filho: fiz asneira? Deus ama-me! Não sei se vou ser capaz de...? Deus ama-me! Que alegria tão grande! Deus sempre me ama e n'Ele eu posso viver amando-o. Em segundo lugar, se acredito neste amor gratuito e incondicional é nele que coloco o fundamento de todas as minhas relações. Não é por acaso que o Papa Francisco acaba de anunciar um Ano Jubilar da Misericórdia.
Como poderíamos viver se não tivermos como critério o Amor de Deus manifestado de forma particular no amor aos irmãos?
Deixemo-nos amar por Deus e para que não nos afastemos d'Ele amemo-nos uns aos outros da mesma forma.
 

8 de Março, III Domingo da Quaresma

«não façais da casa de meu Pai casa de comércio!»
O tempo da Quaresma é um um tempo de especial conversão e para começarmos da verdadeira raiz de nós próprios: a nossa vida em Deus.
No evangelho deste domingo, na cena da expulsão dos vendilhões do Templo, Jesus, devorado pelo zelo da Casa do Senhor, grita também connosco: "não façais da casa de meu Pai casa de comércio!". De que nasce e como se desenrola a nossa oração? Que consequências são manifestas na nossa vida de todos os dias?
A verdadeira oração aprendemo-la de Jesus: como filho, em tudo querer fazer a vontade do Pai, não passar nenhum dia sem n'Ele o começar e finalizar, revelar em todos os gestos e palavras os frutos dessa fecunda e viva relação.
 

 
 
1 de Março, II Domingo da Quaresma

«Este é o meu Filho muito amado»
Neste segundo domingo da Quaresma, escutamos sempre a narração da Transfiguração de Jesus no Monte Tabor. Jesus quer ir preparando os seus discípulos para o que vai suceder. Os sofrimentos, angústias e fragilidades humanas vão sendo notórios. Até na vida de Cristo a elevação no escândalo da Cruz será incontornável. Mas o Senhor quer dar, desde já esta experiência, esta visão da eternidade, da Glória prometida a todos.
Toda a nossa vida está impregnada desta saudável tensão: as nossas dores, as nossas perguntas, os nossos tropeços, as nossas reservas ou bloqueios e a certeza da nossa fé (mesmo que façamos a mesma pergunta dos discípulos: o que será a ressurreição dos mortos).
Que este porto seguro que é manifestado no mistério da morte e ressurreição de Jesus seja sempre um farol de esperança e um desafio a prepararmos e anteciparmos a vitória de tudo o que é da Vida de Deus em nós.
 

 
22 de Fevereiro, I Domingo da Quaresma

«Era tentado por Satanás e os Anjos serviam-n’O»
Começamos hoje a Quaresma e o seu pórtico evangélico é o tempo de Jesus no deserto como preparação para o cumprimento definitivo da sua missão. É um tempo de silêncio, de escuta da voz do Pai, de fortalecimento interior.
 
 

18 de Fevereiro, Quarta-feira de Cinzas

«Pecámos Senhor, tende compaixão de nós»
Marcados pelo austero símbolo das Cinzas, entramos no Tempo da Quaresma, iniciando um itinerário espiritual que nos prepara para celebrar dignamente os mistérios pascais. As cinzas benzidas, impostas sobre a nossa cabeça, são um sinal que nos recorda a nossa condição de criaturas, que nos convida à penitência e a intensificar o compromisso de conversão para seguir cada vez mais o Senhor.
 
 
 


 

 

Cantinho de Maria
 
 

Avisos

19 de Outubro
Noite de Oração das Equipas de Jovens de Nossa Senhora, com exposição do SS. Igreja Paroquial, às 21.30h.
 
3 de Novembro
Devoção das primeiras Sextas-feiras ao Sagrado Coração de Jesus. Exposição do Santíssimo a partir das 18.00h com benção solene antes da missa das 19.15h.
 
16 de Novembro
Noite de Oração das Equipas de Jovens de Nossa Senhora, com exposição do SS. Igreja Paroquial, às 21.30h.
 
1 de Dezembro
Devoção das primeiras Sextas-feiras ao Sagrado Coração de Jesus. Exposição do Santíssimo a partir das 18.00h com benção solene antes da missa das 19.15h.
 

Mais Avisos...


 
actualizado a 09/10/2017
 
actualizado a 23/02/2017